Em defesa de mais 100 milhões de anos para as tartarugas

Em defesa de mais 100 milhões de anos para as tartarugas
Tartaruga Cabeçuda - Projeto TAMAR

O Dia da Tartaruga é para chamar a atenção de todos para o risco de extinção desses animais adoráveis, espalhar o conhecimento sobre a espécie e ajudar o seu desenvolvimento e sobrevivência.

A luta dos defensores da causa animal, como o deputado federal Ricardo Izar, é para incentivar o respeito, o conhecimento e ações que ajudem a espécie das tartarugas e cágados.

O ensinamento fundamental a ser passado por gerações é basicamente o respeito pelas tartarugas, animais pré-históricos, que há 100 milhões de anos se espalham pelas nossas águas, desempenhando a importante função ecológica nas áreas costeiras e desbravando oceanos.

Segundo o Projeto TAMAR, responsável pela luta pela conservação das tartarugas marinhas em todo território brasileiro, as tartarugas são fonte de alimento para predadores marinhos e terrestres, inclusive do homem, e também para importantes consumidores de organismos marinhos, servindo como substrato para outras espécies.

Tartarugas se deslocam desde os trópicos até regiões subpolares, transferindo energia entre ambientes marinhos e terrestres. Devido a sua influência e ação sobre os recifes de coral, bancos de grama marinha e substratos arenosos do fundo oceânico, são consideradas engenheiros do ecossistema.

O Projeto TAMAR

tartaaruga - Em defesa de mais 100 milhões de anos para as tartarugas

O projeto foi criado em 1980 pelo ex-Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal (IBDF), hoje conhecido por Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), com a função de investigar, preservar e manipular ao menos cinco classes de tartarugas marinhas que estão prestes a desaparecer.

A expressão TAMAR é uma abreviatura dos termos tartaruga e marinha, criada para inscrever o nome do Instituto nas pequenas placas utilizadas nas espécies para identificá-las como integrantes do movimento, submetidas à pesquisas biométricas e para facilitar o acompanhamento de grupos de pesquisadores através de equipamentos que observam e monitoram seus caminhos migratórios.

O TAMAR cuida de cerca de 1.100km de praias, realizando um trabalho de manutenção de 23 bases de apoio em territórios reservados para as refeições das tartarugas, em áreas de desova, desenvolvimento e repouso destes animais, seja na costa marítima ou nas ilhas espalhadas pelos oceanos dos nove Estados brasileiros.

Curiosidades

A celebração desta importante data é feita em vários lugares no mundo todo e de diferentes maneiras, alguns se fantasiam, outros são adeptos da cor verde em suas roupas, instituições de ensino realizam atividades, artesãos trabalham em belas homenagens, entre outras.

Proteja e ajude a conscientizar sobre a importância das tartarugas!

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu