Labrador com tumor cerebral leva sua dona até o altar

Labrador com tumor cerebral leva sua dona até o altar

14/10/2016 – Uma grave doença não foi mais forte que o amor de Charlie Bear pela sua dona.

g n 528 1n8r 300x300 - Labrador com tumor cerebral leva sua dona até o altar

A vida de Kelly O’Connell mudou no dia em que encontrou um pequeno labrador preto, de apenas 12 semanas, abandonado em um carrinho de compras em um supermercado. No auge do inverno do estado de Nova York, Estados Unidos, Kelly não teve dúvidas. Na época estudante de veterinária, a jovem de 19 anos o levou para um abrigo de animais. Não demorou muito cedeu aos encantos do novo amigo e decidiu adotá-lo.

Kelly formou-se em veterinária e se mudou para o Colorado, sempre levando Charlie consigo. Quando conheceu o colega de profissão, James Garvin, ambos decidiram morar juntos. E Charlie? Também os acompanhou.

James e Kelly decidiram casar em setembro de 2016 e, como era de se esperar, o sonho de ambos era ter Charlie presente no evento. Porém, o labrador, já com quinze anos de idade, havia sido diagnosticado com tumor cerebral em abril do mesmo ano e seu estado de saúde era bem ruinzinho. Uma semana antes do casamento, o cão sofreu cinco convulsões e Kelly, junto com seu futuro marido, tomou uma decisão triste e drástica: sacrificar o velho amigo. Porém, Charlie começou a apresentar alguma melhora com a proximidade da grande data, levando os donos a acreditarem que ele poderia aguentar firme até lá.

No dia do casamento Charlie acordou bem. Para emoção de todos os convidados, ele conseguiu levar Kelly até o noivo. Contudo, faltaram-lhe forças para voltar. A irmã da noiva e dama de honra, não teve dúvidas. Saiu do altar e carregou o grande labrador de volta.

A cena fez todos irem às lágrimas. Todos na família de Kelly são doidos por animais e quem os conhece não se surpreendeu com a atitude da moça em trazer Charlie nos braços. Em uma cerimônia repleta de sentimentos, os noivos se ajoelharam ao redor do cão e o abraçaram, demonstrando todo seu amor e gratidão pelos anos que compartilharam.

O labrador faleceu nove dias depois após o casamento cercado por aqueles que tanto o amavam. Fica a lembrança de Charlie rodeado de flores no dia do casamento de Kelly, com um olhar feliz por ter estado presente em uma data tão marcante para sua querida dona.

Fonte: Patricia da Fonseca

Cadastre-se
 
 aqui

Conheça nossos ebooks para download gratuito

Deixe uma resposta

Fechar Menu