Imigração Libanesa no Brasil

2/11/2011 – Homenagem ao papel do pai, o ex-Deputado Federal Ricardo Izar, e seu papel junto aos imigrantes libaneses no Brasil.

A História um dia registrará que um dia existiu um homem que certamente mudou a história da integração libanesa no Brasil: Ricardo Izar.Neto do primeiro Cônsul libanês no Brasil, aprendeu desde cedo a ter orgulho de sua origem.

Sempre ouvia o deputado Ricardo Izar dizer “Ser libanês é quase uma sublimação religiosa, uma forma de crer um Deus, de se manter perene.”

Em 1986 liderou o fundou o Grupo Parlamentar Brasil-Líbano do Congresso Nacional, unindo num só ideal dezenas de senadores e deputados.

Desde o início do Grupo, presidido por Ricardo Izar, solicitou e conquistou com o Senhor presidente da República, audiências com autoridades libanesas, intermediou audiências com autoridades brasileiras, interferiu em questões consulares de cidadãos brasileiros e libaneses, além de promover uma série infindável de outras ações estratégicas.

Viajou com o presidente Lula para o Oriente Médio, onde ajudou a fortalecer o intercambia comercial entre o Brasil e o Líbano. Recebeu, aqui no Brasil, os presidente do Líbano, Alias Hanói, Emile Lahoud, Amin Gemayel, recebeu também por duas vezes o ex-Primeiro Ministro Rafic Hariri, o Presidente do Parlamente Libanês Nabih Berri e o Patriarca Maronita Nasrallah Boutros Sfeir.

Organizou o 2º Congresso Internacional de Parlamentares de Origem Libanesa.

Por diversas vezes esteve na ONU, na França e no Líbano, recusando-se a aceitar que o Líbano fosse absorvido por qualquer outro país.

Nos últimos dias tornou-se nacionalmente conhecido pelo seu desempenho na luta pela ética na política. Presidiu por dois mandatos o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados.

Durante dos episódios do Mensalão e Sanguessuga, conduziu os trabalhos de forma independente, justa e acima de tudo transparente.

Foi motivo de orgulho à libaneses e brasileiros, que acreditavam que política serve para fazer o Bem.

Por isso, por tudo isso, é mais que justo que fique registrada na história da integração libanesa no Brasil o nome de um homem que, pode-se dizer, dedicou sua vida a esse desiderato, deixando sementes e frutos, sementes que ainda frutificarão, e as saudades daqueles que o conheceram de perto e que muito lhe devem, que muito lhe deveram, por verem mudados os seus destinos como conseqüência de sua atuação firme na defesa de um ideal de vida.

Fica também registrada frase de um discurso do Deputado Ricardo Izar:

“O Líbano não mais e pertence, é hoje um patrimônio efetivo e cultural da humanidade, pelo exemplo de vigor, dignidade e fé com que vem enfrentando tão atrozes adversários. Esse é o Líbano Imortal.”

Ricardo Izar Junior

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu