Prática de cultivo orgânico cresce no cenário nacional

Prática de cultivo orgânico cresce no cenário nacional
Agricultura orgânica

Em 2017, o campo de orgânicos faturou R$ 3,5 bilhões com produtos in natura e industrializado. O setor de cosméticos e têxtil também estão incluídos no levantamento do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis). Em 2010, primeiro ano da pesquisa, o faturamento era de R$ 500 milhões.

A agricultura orgânica é a produção de alimentos saudáveis e longevos sem adição de agrotóxicos e fertilizantes artificiais. O comprometimento com a organicidade e o bem-estar humano é marca registrada nessa vertente de cultivação. Priorizar a conservação ambiental e a biodiversidade são outras missões de acordo com a Política Nacional de Agroecologia Orgânica (PNAPO).

Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) registram 17.075 grupos de produtores orgânicos, dos quais 70% são agricultores familiares. Atualmente são oito as certificadoras credenciadas que fiscalizam propriedades e os Sistemas Participativos de Garantia (SPG), os quais verificam normas de produção orgânica de grupos formados por produtores, consumidores, técnicos e pesquisadores. Ambos são credenciados pelo Mapa.

Agroecologia

O estudo da agricultura com viés ecológico é definido como Agroecologia. A prática prioriza o uso consciente de recursos naturais, respeitando o que a natureza oferece no decorrer de todo o processo produtivo, desde o cultivo até a comercialização. É uma opção para preservar a biodiversidade com opções sustentáveis.

O governo federal, por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD), oferece investimentos para a agroecologia. O Pronaf Agroecologia disponibiliza uma linha de crédito para agricultores familiares que apresentem projetos para produções orgânicas. O produtor contudo, precisa devolver o valor recebido em até dez anos.

Segundo a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD), o Pronaf Agroecologia é o crédito rural mais em conta atualmente. Os encargos financeiros são de 2,5% ao ano e tem um período de carência de até três anos. A SEAD oferece aos agricultores familiares assistência técnica para produções sustentáveis.

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu