Dep. Ricardo Izar consegue pauta para CPI dos Maus-tratos.

Dep. Ricardo Izar consegue pauta para CPI dos Maus-tratos.

21/11/2013 – Deputado Ricardo Izar conseguiu pautar com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, a votação da CPI para investigar os maus-tratos aos animais na próxima terça-feira (26/11). O deputado também entregou mais de 100 mil assinaturas para o presidente pelo fim dos testes em animais realizados pelas indústrias de cosméticos.

g n 148 5j2m 300x225 - Dep. Ricardo Izar consegue pauta para CPI dos Maus-tratos.Deputado Ricardo Izar conseguiu pautar com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, a votação da CPI para investigar os maus-tratos aos animais na próxima terça-feira (26/11).

O deputado também entregou mais de 100 mil assinaturas para o presidente pelo fim dos testes em animais realizados pelas indústrias de cosméticos.

Já existe um trabalho para que pesquisas em peles humanas sintéticas comecem a ser utilizadas nos testes e Izar se posiciona favorável a esse entendimento, desde que regulamentado de forma minuciosa para evitar ao máximo as transgressões e uso indevido da permissão.

Izar é criador e presidente da Frente Parlamentar do Congresso Nacional em Defesa dos Direitos Animais. importante explicar que uma Frente Parlamentar nada mais é do que a associações de alguns membros do Congresso Nacional para a busca algum objetivo comum, facilitando a realização desse bem pela união de forças. Nesse caso, trata-se da proteção animal e mais de 200 parlamentares assinaram essa minha iniciativa.

A ideia surgiu quando a filha do Deputado, Isabela, na época com apenas 7 anos de idade, lhe perguntou qual era função de um Deputado, e ele lhe respondeu que os deputados cuidavam das pessoas, mas ela retrucou: então quem cuida dos animais?

Esse foi o princípio da ideia de uma frente parlamentar para a defesa e proteção dos direitos animais, comenta Izar, sendo possível acompanhar mais de perto os projetos de lei que tratassem desse tema e que estavam esquecidos.

A princípio Izar não obteve ajuda nem apoiadores dentro do nosso Parlamento. Contudo, a grande repercussão dos casos de desrespeito aos direitos animais fez com que a Frente ganhasse adeptos e muitas assinaturas, fortalecendo no âmbito do Congresso Nacional uma causa que há tempos já tinha força perante a população.

Como presidente da frente coube a Izar a missão de disseminar a ideia da necessidade de proteção à fauna silvestre e respeito à natureza. Isso possibilitou não apenas a criação dessa frente, mas também criar novos projetos de lei que protegem os animais, dar andamento e em alguns casos conseguir a aprovação dos projetos de lei que estavam parados, a realização de audiências públicas e seminários voltados à discussão da proteção animal e até mesmo para a colocação em pauta da CPI.

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu