Impasse no Conselho de Ética ameaça acordo firmado por Henrique Alves

Minha candidatura está mantida e, pelo menos por enquanto, faço parte do conselho, ainda que indicado por outro partido – disse Izar Junior

Fonte: O Globo

BRASÍLIA – Um novo impasse, com potencial de confusão, está criado na Câmara. Dessa vez, na disputa para a presidência do Conselho de Ética. Para garantir acordo partidário que assumiu com o PDT e que o levou à presidência da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) está se desdobrando. O candidato oficial escolhido para comandar o conselho foi Marcos Rogério (PDT-RO), mas a candidatura anunciada e avulsa de Ricardo Izar Júnior (PSD-SP) ameaça o acordo.

Alves chamou Izar em seu gabinete e fez um apelo para não se candidatar, o que atrapalharia as pretensões de Rogério e afundaria a combinação com o PDT. Izar não abre mão em disputar e parece ter chances de derrubar o candidato oficial. Com receio do “risco Izar”, Henrique Alves decidiu adiar para semana que vem a escolha do novo presidente do Conselho de Ética, que estava previsto para a última terça-feira.

– O presidente me chamou em seu gabinete. Me pediu para não me lançar candidato, que atrapalharia o acordo político assumido. Ponderei que levarei minha candidatura até o final – disse Izar Júnior.

O deputado paulista só conseguiu vaga entre os titulares do conselho graças ao PR, que cedeu uma de suas cadeiras para Izar. O PSD não o escolheu e optou por José Carlos Araújo (BA), atual presidente, e Sérgio Brito (BA). José Carlos Araújo é tido como o principal “eleitor” do conselho. O candidato que ele vier a apoiar tem maiores chances de vitória.

– Minha candidatura está mantida e, pelo menos por enquanto, faço parte do conselho, ainda que indicado por outro partido – disse Izar Filho.

O deputado Marcos Rogério desconversa e prefere não tratar do assunto. Ele disse que desconhece a razão pela qual a sessão do conselho foi adiada, mas afirmou que acordos políticos sempre foram respeitados na Câmara.
– Nesse momento, é melhor ouvir do que falar. Só recebi a comunicação que foi adiada a sessão e não sei o motivo – disse Marcos Rogério.
Izar Júnior é filho de Ricardo Izar (PTB-SP), que presidiu o Conselho de Ética durante o mensalão, em 2005, e morreu em 2008.

Na nova composição do conselho, o PT tem maior número de integrantes. Dos 15 titulares, quatro são da legenda: Amauri Teixeira (BA), Fernando Marroni (RS), Sibá Machado (AC) e Zé Geraldo (PA).
O GLOBO tentou ouvir Henrique Eduardo Alves na tarde de quinta-feira, mas não obteve retorno da assessoria do presidente da Câmara.

Matéria completa em:
http://oglobo.globo.com/pais/impasse-no-conselho-de-etica-ameaca-acordo-firmado-por-henrique-alves-7
917454 

Cadastre-se
 
 aqui

Conheça nossos ebooks para download gratuito

Deixe uma resposta

Fechar Menu