SOB A PRESIDÊNCIA DE IZAR, CONSELHO DE ÉTICA INSTAURA PROCESSO CONTRA ANDRÉ VARGAS

SOB A PRESIDÊNCIA DE IZAR, CONSELHO DE ÉTICA INSTAURA PROCESSO CONTRA ANDRÉ VARGAS

11/4/2014 – O Presidente do Conselho de Ética, deputado Ricardo Izar quer o processo concluído antes do recesso de julho

g n 180 8r6u 300x225 - SOB A PRESIDÊNCIA DE IZAR, CONSELHO DE ÉTICA INSTAURA PROCESSO CONTRA ANDRÉ VARGAS

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, presidido pelo deputado Ricardo Izar (PSD/SP) instaurou, na última quarta-feira (9), o processo disciplinar para apurar denúncias de envolvimento do deputado André Vargas (PT-PR), até então, primeiro vice-presidente da Câmara, com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato. Izar instaurou o processo com base na representação protocolada pelos partidos da oposição PSDB, DEM e PPS.

Momentos antes da instauração, o deputado Zé Geraldo (PT/PA) formulou Questão de Ordem para que o processo não fosse instaurado no Conselho, mas o deputado Ricardo Izar indeferiu. Geraldo recorreu ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). No dia seguinte o presidente Alves, disse que havia indeferido o pedido do deputado Geraldo.

Realizado o sorteio da lista tríplice para escolha do relator do processo, foram contemplados os deputados Júlio Delgado (PSB-MG), Renzo Braz (PP-MG) e Roberto Teixeira (PP-PE). Após o encerramento da reunião, o deputado Ricardo Izar designou o deputado Júlio Delgado como relator, por considerar mais experiente. Delgado foi o relator do processo da cassação do ex – deputado federal José Dirceu. “Eu escolhi Júlio Delgado pela experiência dele em casos anteriores”, disse.

Izar deixou clara a preocupação para que o processo seja finalizado antes do recesso da Câmara, em julho, por ter o prazo máximo de 90 dias úteis para conclusão do processo. “O que deixa preocupado é a questão do recesso. Já conversei com Júlio, ele se comprometeu a fazer um relatório rápido, para a gente poder chegar ao recesso já com o parecer votado e entregue para mesa diretora da Casa”, afirmou.

André Vargas renuncia à vice-presidência

Deputado André Vargas (PT-PR) renunciou ao mandato de primeiro vice-presidente da Câmara, quarta-feira (09), á noite, por meio de nota oficial, enviada a imprensa. André Vargas esta de licença não-remunerada por 60 dias, para resolver assuntos pessoais. Na nota o deputado afirmou que provará sua inocência.

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu