CAPS auxilia na prevenção de casos de suicídio no Brasil

CAPS auxilia na prevenção de casos de suicídio no Brasil
Casos de suicídio diminuem no Brasil

A inauguração de 109 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) em 20 estados diminuiu em até 14% os casos de suicídios nos municípios brasileiros. O Sistema Único de Saúde (SUS) tem estruturas com equipes multidisciplinares que fazem o atendimento dessas pessoas com saúde mental debilitada. Os dados são resultado de levantamento do Ministério da Saúde referentes ao ano de 2017 .

No Brasil foram registrados 106.374 suicídios no período de 2007 a 2016. O número de homens que interromperam a própria vida é o maior entre os gêneros. O aumento chegou a 28%. Jovens de 15 a 29 anos são os mais vulneráveis, o resultado de ocorrências é a quarta maior causa de morte nesse grupo. A população indígena foi a mais atingida entre 2011 e 2015. Foram 15,2 casos a cada 100 mil habitantes.

De acordo com informações do Governo Federal, as tentativas de suicídio por intoxicação, entre 2007 e 2017, tiveram um impacto financeiro de R$ 3 milhões anuais como resultado de 12 mil internações. Esses números são equivalentes a recursos que cobririam a execução de até oito CAPS por ano no país.

Capacitação

Os estados do Amazonas, Mato Grosso do Sul, Roraima, Piauí, Rio Grande do Sul e Santa Catarina receberam R$ 1,4 milhão para programas desenvolvidos nas Redes de Atenção Psicossocial (RAPS). Essas regiões têm taxas elevadas de suicídio e são consideradas prioritárias para o governo.

Em um ano, projetos para qualificar ações de prevenção de suicídio foram implantados nos seis estados brasileiros com mais ocorrências. A capacitação possibilita mais notificações de tentativas de suicídio, prepara profissionais para orientar pessoas sobre os cuidados necessários no combate a essa condição e organiza fluxos assistenciais.

Apoio emocional

Os casos de suicídio ainda são subnotificados no Brasil. Segundo o Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não-transmissíveis e Promoção de Saúde, o levantamento desses casos é 20% menor que o resultado oficial. A cada ano, em torno de 800 mil pessoas pelo mundo tiram a própria vida.

O Centro de Valorização da Vida (CVV) atende pessoas que necessitam de apoio emocional. O auxílio é gratuito pelo telefone 188 e a instituição recebe ligações 24 horas por dia. Além disso, existem as opções online com chat, e postos espalhados pelo Brasil. O Governo Federal também disponibiliza estatísticas e orientações em site temático.

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu