Segunda dose contra HPV tem retorno de apenas 13% de meninos imunizados por 1ª dose de vacina

Segunda dose contra HPV tem retorno de apenas 13% de meninos imunizados por 1ª dose de vacina
Vacinação contra o HPV tem baixa adesão

Apenas 13% do grupo de meninos tomaram a segunda dose da vacina contra o HPV. A baixa adesão à campanha preocupa as autoridades. O Ministério da Saúde começou uma nova jornada para imunizar os adolescentes e 14 milhões de vacinas foram adquiridas. O público-alvo é formado por meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.

De acordo com o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, o ciclo da cobertura vacinal só é fechado quando o público toma a segunda dose da vacina. Após a primeira aplicação, meninos e meninas precisam voltar ao posto de saúde seis meses depois para repetir a imunização.

Ao todo, 63,4% das meninas tomaram a primeira dose da vacina, mas apenas 35,7% voltaram para tomar a segunda dose. Dos meninos, 41,8% tomaram a primeira imunização e 13% retornaram para fechar o ciclo de vacinação. O Ministério da Saúde pretende vacinar 9,7 milhões do público masculino e 10,8 milhões do feminino.

Os perigos do HPV

O vírus conhecido popularmente por HPV (papiloma humano) é responsável por vários tipos de cânceres. A imunização contra HPV previne 70% dos casos de câncer de colo de útero, 90% do câncer de ânus, 63% de câncer de pênis, 70% de câncer vaginal, 72% de câncer de orofaringe e 90% das verrugas vaginais.

Mais de 640 mil casos no mundo foram confirmados devido à doença. De acordo com pesquisa realizada pelo projeto POP-Brasil em 2017, onde foram entrevistados 7.586 pessoas nas capitais brasileiras, 54,3% dos brasileiros tinham HPV. Desse levantamento, 37,6% do público tinha HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer.

O projeto POP-Brasil é uma parceria desenvolvida entre o Ministério da Saúde, Hospital Moinhos de Vento (RS), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), Universidade de São Paulo (USP), Grupo Hospitalar Conceição (GHC) e as Secretarias de Saúde das capitais brasileiras e Distrito Federal.

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu