Dia do trabalhador: Muitos motivos para comemorar
Dia do Trabalhador

Dia do trabalhador: Muitos motivos para comemorar

Hoje é dia do trabalhador. E muito mais que uma data, é dia de celebrar todas as conquistas. Como a regulamentação das profissões de designers de interiores e esteticistas, todas apresentadas pelo deputado Ricardo Izar.

Sancionada pelo presidente Michel Temer a lei que regulamenta o exercício da profissão de designer de interiores, Projeto de Lei 4692/12 criado pelo deputado Ricardo Izar (PP-SP), foi aprovada pela Câmara dos Deputados em junho de 2015.

O texto aprovado restringiu os cursos, de nível superior, que poderão requerer o exercício da profissão que, no projeto original, contemplava artistas plásticos e pessoas formadas em desenho industrial. E também prevê que os projetos dos designers de interiores sejam considerados obras intelectuais, garantidos direitos autorais dos profissionais responsáveis pelo desenho.

O profissional deverá atuar com transparência para com o contratante e conduzir seu trabalho com ética, respeito pela sustentabilidade, responsabilidade social e segurança para os usuários.

A proposta assegura o exercício profissional aos portadores de diploma de curso superior na área, que responde pelos nomes de composição de interior ou design de ambientes, e também aos formados em arquitetura e urbanismo.

A criação de emprego é o principal meio de geração de renda.

Curiosidades sobre a profissão de design de interiores

• O que faz?

O Designer de interiores é o profissional que cuida dos espaços internos, tanto residenciais como corporativos. Tem uma visão ampla não somente focado na estética, mas num conjunto de elementos. Tamanho, ergonomia, proporção, cores entre outros.

É o profissional responsável por buscar transformar um ambiente tornando-o funcional e agradável. Um Designer de Interiores cuida da harmonia interna dos ambientes, combinando móveis com objetos de decoração, escolhendo luminárias, cores e materiais.

• Quanto ganha?

A remuneração do designer de interiores varia bastante de acordo com a cidade onde atua, o tipo de projeto que realiza, sua experiência e qualificação.

Segundo o Senac do Rio de Janeiro, esse profissional ganha entre R$ 800,00 a R$ 5.000,00. No comércio, o salário base é de menos de mil reais, mas pode ultrapassar 7 mil reais com as comissões de vendas.

• O que estuda?

O objetivo do curso é formar profissionais capazes de elaborar, executar e gerenciar projetos de decoração e organização de ambientes.

O profissional é capacitado a aliar em seus projetos: estética, ergonomia, praticidade, funcionalidade e questões econômicas.

Desde o início do curso o estudante conhece as ferramentas e técnicas de decoração de ambientes e estuda sobre materiais, sua resistência e aplicabilidade.

A faculdade prepara o aluno para utilizar as tecnologias disponíveis para a atividade de planejamento de ambientes e o ensina a fazer representações gráficas de seus projetos.

 

Já o Projeto de Lei 5521/16, regulamenta as profissões de gestores, consultores, agentes e promotores de serviços e comércio de artigos para moda, beleza e estética. Além disso, o projeto fixa a data de 9 de maio para a comemoração do dia desses profissionais.

Segundo o deputado Ricardo Izar (PP-SP), as práticas realizadas pelos profissionais desses setores demandam regulamentação para proteção do trabalhador, da atividade econômica em si e também dos consumidores.

A lei salão parceiro tirou mais de 500 mil pessoas da informalidade permitindo que salões de beleza façam contratos de parceria com profissionais de beleza e as seguintes categorias: cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, manicures, pedicures, depiladores e maquiadores.

Os projetos de lei do deputado Ricardo Izar privam pela criação de novos postos de trabalho. “Essa lei é um grande ganho para a categoria da beleza como um todo. Os salões de beleza vão ser menos tributados, porque só vão ser tributados sobre a parte que lhe cabe, e não sobre a parte que vai para o profissional. Então acho que ganha todo mundo, ganha o salão de beleza, ganha o profissional da beleza e ganha a economia brasileira como um todo”, concluiu o parlamentar.

 

Curiosidades sobre consultor de beleza e de moda:

• O que faz?

O consultor de beleza é o profissional responsável por aconselhar o seu cliente e indicar-lhe os melhores tratamentos, técnicas e produtos para que ele possa estar satisfeito com a sua aparência.

Já o consultor de moda presta consultoria de moda e estilo, acompanha tendências de cores, tecidos, cortes e texturas, seleciona produtos para lançamento de coleções, de acordo com contexto e público-alvo, e elabora estratégias para divulgação da marca.

• Quanto ganha?

O salário médio para Consultor de Beleza é de R$ 1.330/mensal. E pode variar de R$ 547 a R$ 3.221. Esta estimativa salarial tem base em 17 salário(s) postados por funcionário(s) no site Love Mondays para este cargo.

Já o salário médio para Consultor de Moda é de R$ 1.818/mensal e pode variar de R$ 963 a R$ 6.176. Esses dados de estimativa salarial tem base em 35 salário(s) postados por funcionário(s) no site Love Mondays para este cargo.

• O que estuda?

O consultor de beleza aprende a escolher as roupas mais apropriadas ao seu tipo físico, as cores que lhe favorecem, além de acessórios, corte de cabelo e maquiagem adequados.

Já os consultores de moda são profissionais que estudam moda, história da moda, arte, matérias encontradas em faculdades de moda. Dão muita atenção às tendências que mudam com rapidez. É um profissional totalmente ligado nos lançamentos (os famosos trends) e no que está nas passarelas.

 

Cadastre-se
 
 aqui

Conheça nossos ebooks para download gratuito

Deixe uma resposta

Fechar Menu